4 razões para optar pela adoção de cães

Estima-se que, no Brasil, mais de 30 milhões de animais estão em situação de abandono – segundo a Organização Mundial da Saúde, o número se divide entre 10 milhões de gatos e 20 milhões de cães.

Paralelamente, o número de criadouros e a venda de cães de raça não para de crescer.

Ao comprar um cãozinho, você colabora para o aumento dessa estatística, por isso, separamos abaixo algumas razões que o farão mudar de ideia. A seguir, saiba porquê optar pela adoção de cães e perceba que encontrar um verdadeiro amigo não tem preço:

1 – A adoção de cães ajuda a reduzir a estatística

Parece frio avaliar um simples número, mas a realidade é inegável: cada cão comprado representa um cão sem lar que deixa de ser adotado.

Considerando este ponto, será que é justo pagar por um ser com capacidade de sentir, beneficiando um terceiro que o explora?

Você acharia normal ver uma criança sendo vendida como um objeto?

Quando estiver em dúvida entre optar pela adoção de cães ou comprar – seja porque você deseja uma raça específica ou um filhote de pequeno porte -, tenha em mente que o cãozinho não foi feito para suprir as necessidades humanas. Ter um animalzinho é uma enorme responsabilidade, e, como em qualquer relação, não é um ato unilateral. O cãozinho precisa de cuidados e, como você, vai envelhecer, passar por enfermidades e ter características de personalidade únicas.

2 – Existe uma indústria que lucra com o sofrimento dos animais

Ao comprar um cãozinho, além de colaborar para o aumento do número de animais abandonados, você incentiva essa indústria e as situações de abuso.

Você sabia, por exemplo, que nos criadouros, existe uma fêmea matriz criada para ter filhotes a cada cio? Em geral, essa fêmea fica presa para facilitar o cruzamento e, quando não pode mais reproduzir, pode ser descartada ou morta. O mesmo acontece com os machos que adoecem.

Além disso, filhotes também são expostos a situações desumanas: até o momento da compra, ficam confinados em espaços pequenos e super lotados. Considerando tudo isso, não dá pra seguir com a ideia de comprar animais, não é?

3- Os animais não nos pertencem

Já dissemos anteriormente, mas vale repetir: os animais não foram feitos para suprir as necessidades humanas!

Mesmo bons criadores – que respeitam as necessidades dos cãezinhos e prezam por sua saúde – cometem um erro grave: consideram os bichinhos uma mercadoria.

Ao pensar em criar um animal, é preciso primeiro compreender que eles merecem ter sua dignidade respeitada e serem vistos como são: seres com consciência, passíveis de sofrimento e com desejos próprios.

4 – A saúde dos animais de criadouro é questionável

Por fim, é importante destacar que a saúde dos animais de criadouro é danificada pelos abusos sofridos no confinamento e até pela inexperiência do criador que, focado no lucro obtido pela venda dos filhotes, submete animais doentes a cruzamentos desaconselhados. O resultado disso são filhotes igualmente doentes, que sofrerão as consequências da irresponsabilidade do criador.

É claro que não há demérito em cuidar de um cãozinho doente e que muitos bichinhos abandonados precisam de cuidados especiais, mas, pagar por um animal que é doente devido aos maus tratos sofridos no criadouro só incentiva a prática e acelera a produção de novos filhotinhos doentes. É isso que queremos combater e é por isso que este artigo foi criado. Agora que você já sabe porque optar pela adoção de cães, chegou a hora de procurar pelo seu amigo.

Acesse os links a seguir, veja os anjinhos que aguardam adoção no Kantinho dos Peludos e prepare-se para se apaixonar:

* Cães pequenos para adoção

* Cães médios para adoção

* Cães grandes para adoção

* Cães especiais para adoção

Caso não esteja pronto para adotar, você também pode apadrinhar um animalzinho ou ajudar o Kantinho dos Peludos com doações ou como voluntário.

Até a próxima!